O que são fan tokens e qual a relação com esportes?

Fan tokens permitem criar comunidades digitais além de oferecer experiências e conteúdos exclusivos de clubes esportivos

Por Paulo Carvalho  /  29 de maio de 2024
Imagem gerada por Inteligência Artificial
Imagem gerada por Inteligência Artificial

A tokenização de ativos é uma forma de negociar investimentos e de engajar comunidades. Um exemplo disso são os fan tokens, que se popularizaram rapidamente por causa dos times de futebol.

O mundo dos esportes é conhecido por apostar em tecnologia e abraçar inovações. Então, com o surgimento da tecnologia blockchain e tokenização, o setor foi o primeiro a criar esse tipo de ativo.

Classificado como utility token, os fan tokens possuem relação com atletas, times de futebol ou outros esportes. Assim, além da modalidade preferida dos brasileiros, também há tokens de fórmula 1, UFC, tênis, e-sports, entre outros.

Além de ser uma forma de investimento, esses criptoativos também desempenham um importante papel de engajamento e manutenção de comunidades, pois oferecem experiências únicas e conteúdos exclusivos aos detentores.

O que é fan token?

Fan token é a representação da relação entre clube e torcedor por meio do processo de tokenização, como se este pudesse ter uma participação mais ativa na vida do seu time de coração. Eles se popularizaram no mercado cripto em 2021, logo após times de futebol criarem seus próprios ativos digitais.

torcedores no estádio de futebol, trazendo a relação entre o clube e torcedor que o fan token representa
© – Shutterstock

Apesar da semelhança, esse ativo digital é diferente de programas de sócios por causa da:

  • Possibilidade de negociação;
  • Valor de mercado;
  • Não requer mensalidades;
  • Ter preço flutuante.

Tipos encontrados no mercado

Os criptoativos são utilizados por clubes esportivos e atletas para manter uma comunidade em uma plataforma digital e angariar investimentos. Alguns tipos de fan tokens existentes são:

  • Futebol;
  • Hockey;
  • Futebol americano;
  • Basquete;
  • Atletas e esportistas (UFC, tênis);
  • Equipes de Fórmula 1;
  • E-sports;
  • Plataformas de jogos;
  • Filmes.

Fan tokens no Brasil e no mundo

Assim como em outros países, o Brasil possui inúmeros fan tokens relacionados a times de futebol e atletas famosos. O mais valioso foi criado a partir do clube de futebol Santos.

De acordo com dados do TradingView, o Santos FC Fan Token (SANTOS) está avaliado em quase US$ 37 milhões em 2024. Além disso, há aproximadamente 5,5 milhões de unidades em circulação no mercado cripto.

O segundo maior é o Gaimin (GMXR). O ativo digital possui relação com uma plataforma de jogos, com uma capitalização de mercado de quase US$ 34 milhões.

No Brasil, outros times de futebol fizeram ações semelhantes ao Santos:

  • Brazil National Football Team Fan Token (BFT);
  • Flamengo Fan Token (MENGO);
  • Fluminense FC Fan Token (FLU);
  • Vasco da Gama Fan Token (VASCO);
  • S.C. Corinthians Fan Token (SCCP);
  • SE Palmeiras Fan Token (VERDAO);
  • São Paulo FC Fan Token (SPFC);
  • Clube Atlético Mineiro Fan Token (GALO);
  • Cruzeiro Token (CRZ0);
  • Fan Pass do Grêmio ($IMORTAL);
  • Fan Token do Inter ($SACI).

Já no cenário internacional, alguns que se destacam são:

  • Argentine Football Association Fan Token (ARG);
  • Manchester City Fan Token (CITY);
  • Paris Saint-Germain Fan Token (PSG);
  • FC Barcelona Fan Token (BAR);
  • S.S. Lazio Fan Token (LAZIO);
  • FC Porto Fan Token (PORTO).

Como os times lucram com esse tipo de investimento?

A maioria dos fan tokens reverte parte do valor arrecadado para os clubes esportivos e/ou atletas envolvidos no processo.

Essa arrecadação é feita por meio de oferta inicial da moeda, conhecida pela sigla ICO no mercado cripto, e também por taxas cobradas em transações com esses ativos. Em média, o clube recebe 0,25% do valor da taxa.

Enquanto isso, os detentores podem obter rendimentos a partir da valorização do ativo digital. Além disso, existe a possibilidade de lucrar com o passe de jogadores, em projetos associados ao mecanismo da solidariedade. Nesse caso, o token funciona como uma forma de investimento em um atleta, onde o detentor do ativo digital recebe uma parte do valor negociado com a venda de um jogador, por exemplo.

Como comprar?

A plataforma Socios.com foi pioneira nesse segmento, mas outras empresas também passaram a oferecer o serviço, como a Binance e a Liqi.

Dessa forma, a compra dos fan tokens pode ser por meio de plataformas de negociação como exchanges, transações P2P, plataformas como a Socios.com ou por carteiras digitais que permitem a negociação de criptomoedas.


Tags