Satoshi raro de bitcoin: o que é, quanto vale e como encontrar?

Considerada a menor fração que existe de bitcoin no mercado, os satoshis especiais podem valer mais de US$ 2,3 milhões

Por Paulo Carvalho  /  17 de maio de 2024
Imagem gerada por IA Imagem gerada por IA

Assim como as moedas fiduciárias têm centavos, a maioria das criptomoedas pode ser dividida em partes menores. Por exemplo, o menor pedaço de bitcoin (BTC) é conhecido como satoshi. E existem versões especiais classificadas como satoshi raro, épico, lendário.

Essas unidades especiais surgiram a partir do momento em que passou a ser possível identificar informações sobre a emissão da criptomoeda bitcoin. Por exemplo, um satoshi raro é aquele emitido logo após o halving.

Por serem categorias conforme o momento da emissão, investidores começaram a se interessar por essas frações especiais. Essa vontade de adquirir esses satoshis especiais valorizou essas pequenas partes da criptomoeda, compradas por valores que ultrapassa US$ 1 milhão.

O que são satoshis?

A unidade satoshi é a menor parte de uma unidade bitcoin. Um satoshi é igual a 0,00000001 BTC, então, cada bitcoin tem 100 milhões de satoshis.

Também conhecido pela abreviação sats, o nome é uma homenagem ao programador Satoshi Nakamoto, pseudônimo do criador da criptomoeda.

O preço de um satoshi depende da cotação do ativo digital, então é variável. Mas, em um cenário onde o par BTC/USD está em torno de US$ 65 mil, um satoshi é negociado por cerca de US$ 0,0059.

aparelho digital em cima de uma mesa, mostrando gráficos com preço da criptomoeda bitcoin, sendo o satoshi raro a menor parte de uma unidade da moeda
© – Shutterstock

Como diferenciar satoshi raro do comum?

O principal critério para classificação do satoshi é o momento da emissão. Então, para saber se um satoshi é comum ou especial, é fundamental saber as informações de origem, o que é possível saber a partir do número de referência.

O protocolo Ordinals, uma solução descentralizada da rede blockchain do Bitcoin, permitiu que cada satoshi recebesse uma numeração. Dessa forma, passou a ser possível identificar a data e momento exato de emissão de cada unidade. Além disso, o protocolo também possibilita gravar informações adicionais na pequena fração de bitcoin.

11 categorias de satoshis especiais

Com a numeração de satoshis gerados a cada novo bloco na rede blockchain do Bitcoin, foi possível criar um modelo de identificação de vários tipos de emissão para essas pequenas unidades da criptomoeda.

Conheça as diversas classificações de satoshis que existem:

Satoshis comuns

Os satoshis comuns são aqueles que não possuem ligação com nenhum fato importante no mercado cripto e/ou na rede blockchain da criptomoeda. Portanto, 99% dos satoshis existentes são comuns.

Estima-se que após a emissão total do bitcoin, que acontecerá por volta de 2140, vão existir 2,4 trilhões de unidades desse tipo.

Incomum

O primeiro satoshi de cada bloco é conhecido como incomum. Essa categoria não é tão especial quanto os satoshis raros, mas são menos frequente que os satoshis comuns.

Satoshis raro

Os satoshis raros mais conhecidos são provenientes de halvings que aconteceram na rede Bitcoin anteriormente. Contudo, os satoshis emitidos logo após uma importante atualização na blockchain também se enquadram nessa categoria.

Épico

Um satoshi precisa ser o primeiro gerado após o halving para ser épico. Então, esse tipo é emitido a cada 210 mil novos blocos, momento em que acontece a redução da recompensa para os mineradores na rede.

Em 2024 existem cerca de 25 satoshis épicos em circulação no mercado cripto. Um deles foi encontrado por um investidor após a compra de US$ 100 em BTC em uma corredora cripto. O satoshi em questão foi o primeiro emitido depois do halving de 2016. A unidade foi vendida por 33 bitcoins, o equivalente a US$ 2,13 milhões no momento da operação.

Lendário

Embora ainda não existam satoshis lendários, essa classificação é usada para se referir a unidade que será emitida após a interseção do ajuste de dificuldade na rede Bitcoin e o halving.

A previsão do mercado indica que esse evento acontecerá a cada 24 anos, estando o primeiro previsto para 2032.

Mítico

O satoshi mítico possui apenas uma unidade criada, por isso, é a unidade mais cobiçada de bitcoin do mercado. Essa fração de BTC corresponde ao primeiro satoshi criado, ou seja, no primeiro bloco de dados gerado por Satoshi Nakamoto em 2009.

Outros tipos de satoshis especiais incluem:

  • Satoshis do Nakamoto: unidades extraídas pelo próprio criador da criptomoeda.
  • Pizza satoshis: provenientes da primeira compra com bitcoin, onde um usuário pagou 10 mil bitcoins por duas pizzas em 2010.
  • Bloco 9: extraídas de um dos primeiros blocos de dados da criptomoeda.
  • Bloco 78: satoshis minerados no primeiro bloco gerado por Hal Finney.
  • Vintage: todos os satoshis dos primeiros mil blocos de bitcoin emitidos na blockchain.
    Além destes, há outras diversas categorias para classificar o quanto um satoshi de bitcoin é atípico, sendo mais de 30, no total.

Onde comprar e vender satoshi raro?

Os satoshis raros podem ser comprados e vendidos em plataformas de criptomoeda. Para fazer esse tipo de negociação os usuários precisam utilizar carteiras compatíveis com o protocolo Ordinals.

A maior marketplace de satoshis raros é a Magic Eden. A plataforma já teve registrado mais de 8 mil satoshis raros e quase US$ 9 milhões negociados. Além de ser possível comprar e vender pequenas frações de bitcoin também há uma ferramenta para descobrir se possui algum tipo de satoshi raro e a média de preço que a unidade pode alcançar.


Tags