Entenda o significado de termos do mercado cripto

Conheça os principais termos para não ficar mais perdido nos assuntos ou em dúvidas sobre siglas.

Por Paulo Carvalho  /  5 de julho de 2024
Imagem gerada por Inteligência Artificial Imagem gerada por Inteligência Artificial

Apesar de parecer difícil entender o universo das criptomoedas em um primeiro momento, é possível compreender esse ecossistema com um pouco de pesquisa. Ainda assim, como há inúmeros conceitos, siglas e termos técnicos, será comum ficar confuso ou ter dúvidas sobre o significado dessas palavras do mercado cripto.

Por isso, o PanoramaCrypto preparou uma lista para te ajudar a entender como o mercado funciona e o significado dos termos. Confira!

Tecnologias

O mercado cripto representa uma revolução de tecnologias disruptivas que estão transformando a economia digital. Conheça algumas das principas iniciativas:

Blockchain

A blockchain é um protocolo de registro que armazena informações em uma cadeia de blocos de dados protegida por um sistema criptografado. Essa tecnologia pode ser usada por diversos setores em atividades do cotidiano.

dApps

Os dApps são aplicativos descentralizados criados na blockchain que funcionam usando contratos inteligentes. Exemplos de dApps são jogos, negociação, redes sociais, carteiras cripto, entre outros.

DeFi (Decentralized Finance)

Significando finanças descentralizadas em português, DeFi consiste em aplicações financeiras sem intermediários.

Layer 2

Layer 2 são projetos para aumentar a escalabilidade de blockchains principais. Para isso, segundas camadas oferecem mais velocidade no processamento de transações e menor custo operacional.

Sidechain

Sidechain soluciona o problema de interoperabilidade entre cadeias principais ao viabilizar a troca de informações em protocolos paralelos.

Smart contracts

Os smart contracts são a garantia digital de um acordo. Para isso, as partes envolvidas registram e armazenam as condições do negócio em uma rede blockchain, que executa tarefas de forma automática a partir do acordo.

ZK-Rollups

Os rollups sintetizam transações em uma única operação registrada off-chain, fornecendo mais liquidez para redes blockchains como a Ethereum.

computador com símbolos da tecnologia blockchain junto ao mercado cripto
© – Shutterstock

Ativo digital

O conceito de ativo digital é amplo, sendo normalmente usado para ativos criados a partir da tecnologia blockchain. Com isso, pode englobar desde tokens como NFTs até projetos de tokenização de recebíveis, por exemplo.

Altcoin

Altcoin são conhecidas como moedas alternativas ao bitcoin, sendo assim um termo usado para praticamente todas as criptomoedas.

Criptoativo

Assim como ativo digital, o conceito de criptoativo é amplo. O termo refere-se a representações digitais de direitos, bens ou valores operados de forma digital. Assim, todos os projeto do mercado criptosão considerados criptoativos.

Criptomoedas

O conceito de criptomoeda surgiu com o bitcoin, mas com o lançamento de outros projetos o significado desse termo ficou mais abrangente. Dessa forma, refere-se a qualquer moeda digital que utiliza criptografia de dados e só existem na internet.

Stablecoins

Ao contrário do bitcoin, que sofre grande volatilidade no mercado, stablecoins possuem o preço estável. Isso é possível pois esses ativos digitais possuem o preço atrelados a ativos de valor real, como moedas fiduciárias, ouro e títulos de dívidas. Alguns exemplos são a USD Coin com o dólar americano e o BRZ com o real brasileiro.

Tokens

Além de criptomoedas e stablecoins, existem ativos digitais que são conhecidos como tokens. Eles são classificados como:

Ativos reais

Os tokens de ativos reais são commodities, ações, títulos de investimentos e outros ativos de valor que passam pelo processo de tokenização.

ERC-20

Token ERC-20 são projetos na rede Ethereum que usam contratos inteligentes para emitir novos ativos nessa blockchain.

Fan Tokens

Fan tokens são ativos digitais para engajar torcidas e comunidades esportivas. Eles representam times e jogadores de diferentes esportes. Eles são associados a plataformas de conteúdos, tomada de decisões e experiências exclusivas para os usuários.

Governança

Os tokens de governança funcionam como um passe de acesso para uma plataforma. Também chamado de token de utilidade, normalmente estão associados a organizações descentralizadas (DAOs).

Não-fungíveis

Os tokens não-fungíveis (NFTs) são ativos digitais eternizados em uma arte digital. Então, pode representar uma obra de arte, um meme e até imagens com baixa resolução.

Pagamento

Tokens de pagamento são projetos cuja finalidade é manter um ecossistema de transações de compra e venda através de ativos com preço estável, como as stablecoins e o próprio bitcoin.

Utilidade

Os tokens de utilidade representam um bem e ou serviço, podendo também ofercer algum benefícios aos usuários. Esse tipo de ativo digital também pode ser usado para acessar determinadas plataformas, por exemplo.

Criptomoedas e blockchains

Avalanche

A rede Avalanche foi uma criação do Team Rocket para acabar com o trilema das blockchains. Ela possui um mecanismo de consenso próprio baseado no conceito de prova de participação.

Bitcoin

Bitcoin é a criptomoeda mais famosa do mercado. Concebido por Satoshi Nakamoto, o ativo introduziu os conceitos de dinheiro eletrônico e transação P2P.

Ethereum

A Ethereum é a principal plataforma blockchain para o desenvolvimento de contratos inteligentes, projetos de tokens, soluções descentralizadas e aplicativos descentralizados.

Moonbeam

A Moonbeam é uma blockchain inovadora focada em interoperabilidade e eficiência. Para isso, combina soluções de duas outras blockchains: o poder e o tamanho da rede Ethereum e a escalabilidade e eficiência da Polkadot.

Polkadot

A Polkadot é um protocolo de interconexão entre blockchains distintas onde é possível executar transações em redes blockchains paralelas. Além disso, esse ecossistema também funciona como rede de segunda camada e para desenvolver tecnologias como os rollups.

Solana

A Solana é um projeto de código aberto que utiliza a tecnologia blockchain para fornecer soluções financeiras descentralizadas.

Significado de palavras específicas do mercado cripto

mãos de uma pessoa digitando em computador e anotando termos do mercado cripto
© – Shutterstock

Além dessas, também há outras siglas e palavras do mercado cripto que é interessante saber o significado. Afinal, são específicas da área financeira ou do universo de criptoativos.

APY e APR

Os termos APY e APR servem no mercado cripto para identificar programas de taxa de juros simples (APR) e de juros compostos (APY). Por isso, é comum em contextos que envolvem pools de liquidez e programas de staking.

Balcão OTC

A negociação de criptomoedas no mercado de balcão OTC é para operações de alto volume. Dessa forma, geralmente são empresas que usam esse tipo de serviço oferecido por exchanges e plataformas cripto. Ainda mais por ser uma alternativa vantajosa em comparação a métodos tradicionais.

Bear Market

A tradução de Bear Market é mercado de urso. O termo representa um momento de grande desvalorização para as principais criptomoedas.

Bull Market

No Bull Market a precificação do mercado está em alta. O termo “mercado de touros” sugere que investidores entusiastas que apostam na valorização dos ativos está na liderança.

DAO

DAO (Decentralized Autonomous Organization) é a sigla para Organização Autônoma Descentralizada. Esse tipo de organização oferece aos usuários poder de decisão sobre mudanças e atualizações do projeto na blockchain.

DePIN

Assim como a blockchain, existem infraestrutura físicas de gerenciamento e armazenamento de dados descentralizadas que são conhecidas como DePIN no mercado cripto.

Exchange

As plataformas de compra e venda de criptomoedas são as exchange, ou corretoras em português.

Halving

Halving é um evento que reduz a recompensa dos mineradores pela metade. Apesar de ser um dinâmica adotada por algumas criptomoedas, o que tem mais impacto é o do bitcoin, que acontece aproximadamente a cada quatro anos.

Hashrate

A taxa de dificuldade da atividade de mineração do bitcoin é conhecida como Hashrate. O cálculo do valor considera fatores como o número de mineradores, poder computacional na rede blockchain e número de transações aguardando validação.

IAO (Initial Airdrop Offering)

Esses são os tokens que a empresa distribui gratuitamente para seus investidores ou pessoas interessadas. Isso permite que a empresa controle o número de tokens mantidos por uma única pessoa. Além disso, garante muito mais estabilidade no preço dos tokens.

ICO (Initial Coin Offering)

Esses tokens são usados ​​para crowdfunding e oferecidos em uma primeira venda simbólica, algo semelhante à compra de ações. Estes são facilmente acessíveis e publicamente disponíveis. No entanto, ICO podem ter um nível maior de risco, pois muitos emissores de tokens captam recursos sem um mínimo de produto viável.

IEO (Initial Exchange Offering)

A sigla é usada quando tokens são listados diretamente em exchanges sem a etapa de venda inicial. Enquanto os ICOs são propensos a preços instáveis, os IEOs limitam o número de pessoas que possuem esses tokens. Por isso, os investidores interessados ​​em comprar os IEOs precisam estar numa espécie de lista amiga.

IFO (Initial Fork Offering)

Forks acontecem quando os dados em um blockchain se dividem em dois, especialmente quando muitas pessoas estão acessando a mesma rede. Às vezes os blocos se sobrepõem, criando uma versão antiga e uma nova. O IFO acontece quando um fork ganha momentum, mas não faz parte da cadeia principal. Sendo assim, com um impulso suficiente, o fork em si pode ter valor, resultando em tokens IFO que diferem do token original do ICO. Essa é a razão pela qual temos Bitcoin e Bitcoin Cash.

IICO (Interactive Initial Coin Offering)

As vendas em ICO podem ser limitadas ou ilimitadas. Limitados são o número fixo de tokens a um preço fixo e os acionistas sabem exatamente qual a porcentagem de seu envolvimento com a empresa. Já no caso dos ilimitados, se é um token é popular e mais pessoas compram, as partes interessadas podem acabar com uma parte menor do que o imaginado. Dessa forma, indivíduos que detêm uma quantidade significativa de tokens têm o poder de influenciar os mercados em sua direção preferida.
O IICO tenta impedir isso essencialmente permitindo que os usuários coloquem um limite pessoal: o valor máximo que alguém está disposto a investir no projeto. Teoricamente, pretende-se obter uma avaliação justa do token, pois os usuários podem definir o estilo de leilão para um determinado token; os investidores também podem retirar uma oferta a qualquer momento.

Initial Supply Auction

O termo ISA é usado quando o preço de um token começa relativamente alto, entretanto, declina lentamente após a abertura do leilão. A ideia é que os investidores paguem pelo token quando acreditarem que o preço está correto. Isso significa fornecer uma chance justa para todos comprarem um IICO de sua escolha, pois ajuda a aumentar a carteira dos investidores.

Pools de liquidez

Pool de liquidez são estruturas descentralizadas que oferecem liquidez para protocolos conhecidos como prova de participação, onde os usuários recebem recompensas para manter o saldo na plataforma.

Pump e Dump

Os termos Pump e Dump expressam movimentos atípicos na precificação das criptomoedas, que podem ser induzidas a uma grande queda ou elevada acentuação nos preços de forma inesperada.

SAFT (Simple Agreement for Future Tokens)

É uma maneira de abordar o risco de pré-vendas de utility tokens, com o objetivo de evitar que os emissores de tokens se comprometam demais e não entreguem o combinado. SAFT é um contrato usado para vender tokens para investidores credenciados. Ao mesmo tempo, os emissores de tokens não podem vender ou liberar tokens pré-funcionais. A SAFT serve como um acordo para troca de tokens quando a plataforma é lançada.

STO (Security Token Offering)

Embora em conceito seja semelhante ao do ICO, os STO são respaldados por ativos e cumprem a governança regulatória. Dessa forma, o token representa um contrato de investimento em um ativo de investimento subjacente, como ações, títulos, fundos e fundos de investimento imobiliário.

TVL

TVL significa Total Value Locked, ou ainda, Valor Total Bloqueado. A sigla é usada para referir-se a quantia de criptomoedas bloqueados em programas de staking, protocolos de empréstimos cripto e pools de liquidez.

Yield Farming

Yield Farming são plataformas que recompensam os usuários com criptomoedas em um sistema similar ao renda passiva no mercado financeiro tradicional.

Wallet

Uma wallet serve como dispositivo para o armazenamento de criptoativos, ela pode ser física (harwallets) ou digitais. Algumas carteiras permitem ainda a negociação de diferentes ativos digitais.

Wrapped Bitcoin

Wrapped bitcoin é um token criado a partir do envelopamento do bitcoin. Como o próprio nome diz, o bitcoin envelopado é a representação da criptomoeda que foi desenvolvida na rede Ethereum.


Tags